Pages

Subscribe:

Ads 468x60px

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

50 perguntas e respostas sobre vírus de computador?

Bom pessoal atendendo a pedidos e depois de uma nave mãe do independênce day de emails 

         Tire suas dúvidas, veja como defender o micro, conheça programas de proteção e saiba como são feitas as vacinas contra pragas digitais em 50 perguntas e respostas sobre vírus:
01. O que é vírus de computador?
É um programa que invade o micro e se multiplica, podendo destruir documentos e outros programas.
02. Como ocorre a contaminação?
O vírus chega ao computador por meio de arquivos (baixados da internet, anexados a e-mails ou gravados em CDs e disquetes). Quando o usuário abre um arquivo contaminado, o vírus começa a se espalhar pelo computador. Em determinado momento, a praga entra em ação, produzindo conseqüências nocivas ao micro.
03. O que eu faço se meu computador for infectado?
A primeira coisa a fazer é acionar o programa antivírus e fazer uma varredura completa. Se o antivírus não conseguir reverter a infecção, acesse os sites das principais empresas de segurança, que rotineiramente oferecem programas de descontaminação gratuitos. A melhor opção para evitar a dor de cabeça é prevenir-se contra os ataques, mantendo sempre o antivírus e o sistema operacional atualizado e desconfiando de arquivos executáveis que chegam por e-mail, mesmo que de remetentes conhecidos.
04. Como evitar que o PC seja contaminado novamente?
Mantenha o antivírus atualizado com as últimas vacinas. Também vale a pena instalar um firewall (leia a resposta 6) e ter cuidado ao abrir arquivos recebidos por e-mail --não abra documentos que você não solicitou, mesmo que eles pareçam vir de pessoas conhecidas. Também seja cauteloso com arquivos baixados de sites da internet ou obtidos por meio de programas como o KaZaA: sempre examine-os com o antivírus antes de abri-los.
05. Como funciona o antivírus no computador?
O antivírus monitora automaticamente todos os arquivos que são abertos no PC. O código de computador que compõe cada um deles é comparado com a coleção de vacinas, que nada mais é do que um acervo com pedaços do código dos vírus. Se um arquivo tiver trechos similares aos de um vírus, está contaminado. O antivírus tenta restaurar o arquivo original.
06. O que é firewall? Ele é indispensável?
Firewall é um programa que monitora todos os dados que entram e saem do micro. Ele funciona como complemento do antivírus, pois ajuda a evitar os vírus que tentam se multiplicar via rede e dificulta a ação de hackers (mestres em computadores).
07. Quanto custam esses programas?
Tanto o antivírus quanto o firewall podem ser obtidos gratuitamente. Também existem versões pagas, que prometem mais recursos e maior praticidade.
08. Qual o melhor antivírus para meu micro?
Atualmente, todos os principais programas do tipo oferecem funções similares. Eles também têm desempenho parecido, pois os fabricantes compartilham as informações utilizadas na elaboração de vacinas. O antivírus mais vendido no Brasil, segundo pesquisa da revista "Info Exame" realizada em dezembro de 2003, é o Norton AntiVirus.
09. Tenho um antivírus, mas o PC foi infectado. Por quê?
Provavelmente o antivírus não dispunha de vacinas atualizadas contra a praga que contaminou o micro e você abriu arquivos infectados. Para evitar problemas, siga as instruções contidas na resposta para a pergunta 4.
10. O antivírus garante que meu micro não será infectado?
Não. Se o programa não estiver com as vacinas atualizadas, ou se uma praga nova atacar o seu micro, há boas possibilidades de que ele seja contaminado. Também é bom manter o sistema operacional atualizado (se você usa o Windows, acesse o site windowsupdate.microsoft.com, que traz consertos para o sistema).
11. Como saber se meu antivírus está atualizado?
Abra o programa e verifique qual é a data exibida na seção "definições de vírus", "atualizações" ou "vacinas". Se a data exibida for antiga, o programa está desatualizado. Conecte o micro à internet e aperte o botão de atualização. Também verifique se o recurso de atualizações automáticas está ativado. O ideal é atualizar o antivírus todos os dias, ou pelo menos semanalmente.
12. Os antivírus gratuitos são confiáveis?
Sim, desde que estejam sempre atualizados com as vacinas mais recentes.
13. O PC pode ser invadido se estiver desligado, porém conectado à rede?
Se o micro estiver desligado, não. Se a máquina estiver em "modo de espera" (semidesligada) e com os recursos Wake On Modem ou Wake On Lan ativados, é possível, porém improvável.
14. Os vírus podem invadir um caixa eletrônico e roubar a minha senha?
Em tese, sim, mas isso é incomum. Geralmente, o roubo de senhas se dá quando o micro pessoal é atacado por vírus.
15. É perigoso guardar o número do cartão de crédito no micro?
Sim. Não deixe informações bancárias gravadas no micro.
16. Programas espiões são nocivos ao micro?
Os piores programas espiões ("spyware") tentam monitorar a sua navegação para vender as informações a empresas de marketing. Outros só exibem anúncios irritantes. Para evitar os espiões, use um programa de segurança como o Ad-aware, que é gratuito (www.lavasoft.de). Atenção: acione o recurso de quarentena contido no Ad-aware (não apague os arquivos indicados como espiões).
17. Um vírus pode inutilizar o hardware (peças do micro)?
Sim. O vírus Chernobyl, por exemplo, pode danificar a placa-mãe. Mas isso é incomum: a maioria das pragas atuais se limita a estragar arquivos e programas.
18. Um CD pode ser infectado com vírus? E um disquete?
Se o CD for do tipo regravável (RW) e for utilizado num micro contaminado, pode. Além disso, CDs de procedência duvidosa podem conter vírus, mesmo que não sejam regraváveis. Antes da popularização do e-mail, os disquetes eram o principal meio de propagação de vírus.
19. E os periféricos, como a impressora? Eles podem ser atacados?
Em tese, um vírus pode obrigar o PC a imprimir páginas sem parar, o que pode levar ao desperdício de tinta da impressora. Na prática, o ataque a periféricos é extremamente incomum.
20. O que é um arquivo executável? Ele é perigoso?
Arquivos executáveis são os que realizam comandos quando abertos pelo usuário. Extensões comuns para esses arquivos são EXE, BAT e COM. Passe o antivírus nos arquivos antes de abri-los.
21. Qual a extensão e qual o nome dos arquivos com vírus?
Não há regras, mas desconfie de arquivos com extensões como EXE, BAT, COM, PPS, DBX, DDL, Inbox, EML, MBX, MMS, NCH, ODS, SYS, BIN e TBB.
22. O que o vírus de macro pode fazer no meu PC?
Macros são rotinas personalizadas executadas automaticamente por programas como o Word e o Excel. Os vírus de macro alteram as configurações de macro, podendo apagar documentos.
23. O vírus Sexta-Feira 13 ainda é perigoso?
Ele é um dos mais famosos da história. Ficava oculto no micro e era executado quando o calendário do sistema marcava a data, mas hoje é identificado por qualquer antivírus.
24. É possível mandar vírus por e-mail sem saber?
Sim. Alguns vírus conseguem se espalhar utilizando a lista de endereços de e-mail de um micro infectado. Eles se auto-enviam para todos os destinatários da lista.
25. Comprei um antivírus novo. Preciso desinstalar o velho?
Não, mas é recomendável. Não faz sentido ter dois programas similares ocupando espaço no PC.
26. Como ser avisado do vencimento da assinatura do antivírus se não assinei nada?
Quando você instala o antivírus, a ativação via internet funciona como uma assinatura do serviço. A renovação dá direito a novo período de suporte técnico e atualizações contra vírus. O pagamento da assinatura pode ser on-line.
27. Posso pegar um vírus simplesmente por acessar um site?
Sim, e o risco é alto. Na maioria dos casos, acontece a instalação, sem que o internauta perceba, de um programa espião.
28. E se acessar um chat ou um programa mensageiro?
Em um chat, é improvável, mas programas como ICQ e MSN Messenger oferecem risco, pois é possível trocar arquivos por eles.
29. Meu micro de mão pode pegar um vírus quando sincronizo dados com o PC?
Isso é improvável, mas não impossível. Atualmente, existem poucos vírus que atacam micros de mão.
30. Se eu ler um e-mail no celular e ele trouxer um vírus, meu celular pode ser contaminado?
Dificilmente. O celular não é um micro. Embora consiga realizar algumas funções, como ler e-mails, ele é bem menos vulnerável a vírus.
31. O que o vírus mostra na tela quando é aberto? Acesse www.europe.f-secure.com/virus-info/v-pics, site que mostra as telas que as pragas exibem para tentar iludir suas vítimas.
32. Como se calculam os prejuízos provocados pelos vírus?
Entre outros indicadores, podem ser computados o número de PCs infectados e horas de trabalho perdidas. Há companhias que não revelam totalmente seus parâmetros. Geralmente, os números divulgados não são confiáveis.
33. Por que o sistema operacional não vem com antivírus embutido?
Depois que a Microsoft adquiriu um fabricante de antivírus, em 2003, cresceram as especulações de que a próxima versão do Windows venha a trazer embutido um software de proteção.
34. Por que o Windows é suscetível a tantos vírus?
Porque é o sistema operacional mais usado nos PCs, com mais de 90% do mercado, o que o torna visado pelos criadores de vírus. Além disso, a Microsoft não tem conseguido consertar todos os defeitos estruturais do Windows --periodicamente são descobertas novas falhas.
35. É verdade que não existem vírus para Macintosh (Mac OS) e Linux?
Não é verdade. Existem, sim, vírus que afetam esses dois sistemas operacionais. Mas, como eles são menos populares, os criadores de vírus têm menos interesse em atacá-los.
36. Quem é o responsável pela criação dos vírus?
Especialistas em computação interessados em causar desordem ou adolescentes que procuram um desafio. Especula-se que grupos ligados a alguns governos, como o chinês, também criem vírus (para usá-los em terrorismo digital), mas isso nunca foi provado.
O típico criador de vírus é pacífico e desenvolve pragas apenas pelo desafio intelectual. É o que afirma reportagem especial do jornal "The New York Times" publicada no último domingo, que traz entrevistas com alguns supostos inventores de vírus. Para ler o texto, que pode ser acessado gratuitamente até o final desta semana, clique aqui (é preciso preencher um cadastro gratuito antes de entrar).
37. A disseminação de vírus é estimulada pelas empresas de antivírus?
Como os criadores de vírus dificilmente são pegos pela polícia, é quase impossível verificar a consistência dessa tese. Por outro lado, é inegável que as empresas de antivírus tendam a vender mais produtos quando os usuários estão com medo.
38. Quantos vírus existem espalhados pelo mundo?
São mais de 50 mil registrados. Embora a quantidade seja elevada, muitos estão obsoletos.
39. Por que os antivírus não interceptam os novos vírus?
Interceptam, mas é comum você nem perceber. A questão é que as empresas de segurança não têm como antecipar ameaças --só podem reagir depois que as pragas já surgiram.
40. O spam pode prejudicar meu computador?
O spam (e-mails comerciais indesejados) pode, sim, causar danos se vier com vírus, mas o principal problema é o congestionamento provocado na caixa postal.
42. Meu micro não liga mais. Como saber se é um vírus?
Cheque se há mau contato dos fios, problemas com o estabilizador ou com a fonte de alimentação e se há energia na tomada.
43. Meu PC ficou lento. Ele está contaminado?
Não necessariamente. A hipótese mais provável é você ter instalado programas que exigem mais memória RAM do que seu micro tem. Outra sugestão é desfragmentar o disco rígido.
44. Há vírus no Word quando escrevo e as palavras mudam?
Não. O Word tem recurso de autoformatação que corrige ou completa automaticamente algumas palavras.
45. Quando digito uma letra, no monitor aparece outra. Que vírus é esse?
O problema está na configuração do seu teclado, Você deve acessar o Painel de Controle e configurar o teclado para o padrão brasileiro.
46. Meu monitor desliga sozinho. É um vírus?
Ou é um problema de mau contato ou seu monitor está programado para desligar após algum tempo sem uso. Para alterar a configuração, clique com o botão direito do mouse na área de trabalho, escolha a opção Monitor e aperte Gerenciamento de energia.
47. Eliminei o vírus, mas meu computador não rende mais como antes. O que aconteceu?
Talvez o soft de antivírus exija mais memória RAM do que o PC tem. O ideal é aumentar a quantidade de memória do micro.
48. Se comprei um antivírus em 2003, por que comprar outro?
Você não precisa trocar de soft, apenas renovar a assinatura das vacinas --opção mais em conta.
49. Meu filho também usa o micro. Como posso evitar que ele abra um vírus?
Ensine seu filho a tomar os cuidados contra os vírus. Alguns antivírus permitem uma configuração personalizada da segurança do micro por um administrador, criando regras que serão impostas a todos os usuários.
50. Meu mouse não funciona direito. É vírus?
Se ele parece estar enroscando, é aconselhável limpar a área da bolinha. 
By: Ed .

0 comentários:

Postar um comentário